Últimas Notícias
Pernambuco Doce beneficia 40 empresas no Sertão do Estado
Seg, 09 de Novembro de 2020 14:25

 

Projeto que resgata tradições e beneficia pequenos empreendimentos em Arcoverde, Pesqueira, Petrolina encerra em dezembro

Carolina Romão/Aline Moura - SETEQ

A Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco (SETEQ), em parceria com o SEBRAE, desenvolveram o projeto “Pernambuco Doce: Resgatando Tradições”, tem previsão de encerrar no mês de dezembro, depois de dois anos mudando a vida de empreendedores no Sertão. A iniciativa, que resgata a forte ligação pernambucana com a fabricação artesanal de doces e derivados, bem como, o aperfeiçoamento da mão de obra envolvida no processo, está acontecendo desde setembro de 2018. O Pernambuco Doce contempla 13 empreendimentos em Arcoverde, oito em Pesqueira e 13 em Petrolina no Sertão do Estado, conservando as tradições locais, ajudando diretamente 40 empresas.

 

Uma das empresas beneficiadas por esse projeto é a Cocada Artesanal: Sabor do Nordeste, empresa do Valdicelmo Cardoso, 32, localizada em Petrolina. Ele contou que começou a empresa na sua casa: “Eu trabalhava em outro ramo, quando um amigo decidiu me vender suas máquinas de fazer doce de cocada. Na época, em 2012, tive ajuda da minha mãe, irmão, na época minha namorada, atual esposa, que me auxiliavam na fabricação e distribuição da cocada.”

 

Após oito anos de fábrica e há dois participando do Pernambuco Doce, Valdicelmo se sente muito satisfeito com a empresa. “Hoje após oito anos, tenho o meu local físico de fabricação, uma marca e oito funcionários. Hoje não trabalho com o pesado, fico na parte administrativa, e mesmo assim continuo me qualificação e treinando meus funcionários. Hoje, a qualidade do produto e minha qualidade de vida é outra”, disse.

 

E acrescentou: “Esse ano, foi um ano muito significativo, depois de algumas perdas no ano passado, após a consultoria realizada pelo SEBRAE melhoramos bastante a qualidade do produto, a vida útil do produto em si, ajudou bastante no crescimento e no amadurecimento da empresa.”

 

O Secretário do Trabalho, Emprego e Qualificação, Alberes Lopes, comentou que o Pernambuco Doce tem sido bastante importante, porque está ajudando os pequenos produtores a vender seus produtos e a gerar sua renda. “Tem sido muito importante esse projeto,  tenho certeza que vamos impactar mais pessoas, como  Valdicelmo, e assim levar mais oportunidades para a população. Além da capacitação, também fazemos a intermediação em  espaço como a Fenearte e de outras feiras como a AgroNordeste fazendo com que eles possam vender suas mercadorias isso tem mudado a realidade de muitas famílias principalmente no Sertão do Estado”, disse o secretário entusiasmado.

 

O projeto é composto por cinco fases são elas: diagnóstico, melhoria da produção, melhoria da gestão, acesso a mercados e gestão do projeto. Atualmente, está na quarta fase e é um avanço para os empresários.  A analista do SEBRAE em Arcoverde, Amanda Ferreira,  percebeu a melhoria em lidar com as dificuldades, melhorando na gestão da empresa. “Embora as empresas tenham portes e estágio de maturidades distinto, as mesmas têm dificuldades e problemas semelhantes. Com muito espírito empreendedor, muita paixão pelo que fazem e muita confiança no sabor e potencial dos seus doces, ajudaram a melhorar o nível de cada empresa” disse ela.

 

Para Maria Regina de Santana, analista do SEBRAE em Petrolina, o convênio possibilitou que pequenos fabricantes de doces tivessem acesso a consultorias importantes como a de melhoria de produto. “Sem o convênio, eles não conseguiriam por falta de recursos próprios. Temos entre os participantes fabricantes de doce de leite, de cocadas, quebra queixo, doce de xique-xique, pipocas gourmet e outros” disse a analista.

 
Governo de Pernambuco lança plataforma virtual para facilitar negócios
Qui, 10 de Setembro de 2020 17:51

O Governo de Pernambuco lança a plataforma Compre PE, que vai impactar positivamente o cotidiano dos pequenos negociantes e prestadores de serviço do Estado. O programa – de cunho inclusivo – beneficia, especialmente, os empreendedores e pequenos empresários pernambucanos, que podem oferecer seus produtos e serviços na plataforma online de forma totalmente gratuita. A iniciativa, coordenada pela Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação (SETEQ), aproxima o vendedor do comprador, abrindo uma espécie de “delivery público”.


“Essa é uma iniciativa importante para aquecer a economia dos municípios e valorizar as potencialidades econômicas de cada região, estimulando a cultura, artesanato, culinária e a prestação de serviços. É um mais um passo fundamental que damos para garantir melhores condições de desenvolvimento, sobretudo aos microempreendedores e pequenos prestadores de serviços no nosso Estado”, afirmou o governador Paulo Câmara.


 

De acordo com o secretário do Trabalho, Emprego e Qualificação, Alberes Lopes, dentro dessa plataforma já existe o PE Cidadão, que conta com 400 mil pessoas cadastradas e é acessado por cerca de 15 mil pessoas ao dia, em busca de variados serviços. Assim, os pequenos comerciantes vão ofertar seus produtos a um grande público, inclusive no exterior, já que a plataforma online é muito ampla. “No Brasil, existem outras iniciativas como essa, mas que cobram um valor ainda alto para os pequenos, quase 22% em média sobre a venda do produto. Já a plataforma do Governo de Pernambuco não vai gerar nenhuma despesa ou custo para o pequeno empreendedor”, explicou Alberes Lopes.


 

Os interessados em participar do programa podem fazer a inscrição no endereço comprepe.pe.gov.br. Nesta primeira etapa, a plataforma buscará atrair microempreendedores individuais que ofereçam produtos e serviços, além de pequenos e médios comerciantes e prestadores de serviço informais, como pintores, encanadores, marceneiros, eletricistas, entre outros. Entram também nessa proposta vendedores de móveis, de café, couro, doces, cervejas artesanais, artesanato de barro, decoração, roupas, bijuterias, lojas de ração de animal, lanchonetes, padarias, pizzarias, doces, salgados, entre outros. O Compre PE pode ser acessado pelo computador ou pelo celular. No site www.seteq.pe.gov.br também será disponibilizado um botão que levará direto para o comércio eletrônico.


 

Alberes Lopes esclareceu ainda que com a plataforma, o poder público estadual será um facilitador, aliviando a pressão que empreendimentos locais sofrem da concorrência de multinacionais e grandes marcas. Cada pessoa que quiser ofertar um produto ou serviço pode apresentar o catálogo na plataforma ou colocar o link que encaminha para as redes sociais. A SETEQ sugere que o profissional preencha o catálogo e mostre seus talentos neste espaço, para facilitar a visualização dos clientes.


 

O Compre PE também será fundamental neste momento de pandemia, quando muitas pequenas e médias empresas locais estão ameaçadas por falta de receita e enfrentam condições desiguais de competitividade em relação às grandes empresas e multinacionais. “A iniciativa busca restabelecer o vínculo entre aquele que produz e comercializa e os consumidores de produtos dos empreendimentos solidários, microempresários, microempreendedores individuais, autônomos, prestadores de serviços e trabalhadores formais e informais", destacou o secretário-executivo de Qualificação e Trabalho, Álvaro Jordão.


 

O aplicativo foi cedido pelo Centro de Gestão da Tecnologia da Informação do Governo do Amapá (PRODAPE) à Agência Estadual de Tecnologia da Informação do Governo de Pernambuco (ATI), encarregada de fazer as adequações do software para o Estado. “Essa plataforma tem uma grande importância na economia local, principalmente nestes tempos de pandemia, onde a população se acostumou e aprendeu a comprar online. A maioria dos pequenos negócios não tem nenhuma estrutura para atender, e muito menos para fazer a divulgação do seu canal”, frisou Ila Carrazzone, presidente da ATI.


 

 
A Ouvidoria disponabiliza atendimento on-line no período de quarentena
Qua, 01 de Abril de 2020 22:38

 

 

Em virtude da quarentena  os atendimentos da Ouvidoria estão sendo realizados pela nossa página na internet e pelo e-mail Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo.

 

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 9 de 66