Quem é Fábio Barros, secretário executivo do Trabalho e Qualificação?
Sex, 08 de Outubro de 2021 14:14

Quem é Fábio Barros, secretário executivo do Trabalho e Qualificação?


Político, professor, biólogo e ambientalista com especialização em Oceanografia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Fábio Barros e Silva é natural da cidade do Recife, onde viveu até os 8 anos de idade. De origem humilde, Fábio e sua família partem da capital pernambucana em 1980 para viver no município de Paulista/PE, cidade na qual haveriam de se estabelecer definitivamente.


Após 40 anos de sua chegada em Paulista, Fábio traz consigo uma relação de profundo espírito comunitário e cumplicidade com a cidade. Este sentimento é facilmente enxergado através de suas ações ao longo das últimas décadas, exercendo um importante papel de liderança popular, na luta por direitos e pela melhoria da qualidade de vida do povo.



O ingresso de Fábio na política se deu através do seu grande espírito comunitário, sempre dedicado em trabalhar em favor da coletividade. Foi por intermédio deste senso de compromisso singular que, em 2001, recebeu o seu primeiro voto de confiança da população, sendo eleito Conselheiro Tutelar Municipal.


Após cumprir seu mandato no Conselho Tutelar, foi eleito vereador da cidade em 2008 e teve seu mandato reafirmado pelo povo por mais duas vezes, sendo reeleito em 2012 e 2016. Como vereador, presidiu o Legislativo Municipal no biênio 2017/2018 e foi o escolhido para assumir, uma vez mais, a presidência da Câmara de Vereadores no biênio 2019/2020.


O sucesso de seus mandatos enquanto vereador e o reconhecimento pela sua qualificação técnica e compromisso popular levaram Fábio a assumir, em 2013, a Secretaria do Meio-Ambiente da cidade do Paulista, cargo que ocupou por 18 meses. Sua gestão à frente da pasta, até então inexistente no município, ainda hoje é lembrada positivamente, devido aos avanços inéditos que promoveu neste período, em prol da causa ambiental, transformando a Secretaria em uma unidade municipal de licenciamento, monitoramento e fiscalização ambiental.


Para além da esfera municipal, Fábio também tem atuado em toda a região metropolitana do Recife através do Parlamento Metropolitano, entidade na qual exerceu inicialmente o cargo de Secretário Geral e hoje ocupa a presidência.


Entre suas principais bandeiras de luta estão a defesa do meio ambiente e o desenvolvimento sustentável, o transporte público de qualidade, a mobilidade urbana, o combate à violência, o atendimento humanizado na saúde pública, a luta pelo abastecimento de água e uma educação de qualidade na primeira infância em tempo integral.



FILHO DE UMA DONA DE CASA E ELETRICISTA


Filho de uma dona de casa e um eletricitário, Fábio Barros é o segundo de quatro irmãos. Nascido na cidade do Recife, viveu com sua família no bairro do Tejipió até os os 8 anos de idade. Esta época, reduto de suas primeiras recordações, também foi a fase na qual vivenciou uma das experiências mais traumáticas de toda sua vida.


Aos 5 anos, em companhia do seu irmão mais velho, Aldo, Fábio presenciou o soterramento de três crianças, após um desabamento no Instituto Santa Teresinha, escola onde estudava.


Após este período inicial de sua vida, Fábio se muda com sua família para a cidade de Paulista, no bairro litorâneo do Janga, onde reside até os dias atuais. A mudança para o litoral representou para Fábio a realização de um sonho.


Ainda que de natureza humilde, a educação sempre foi uma prioridade para a sua família. Ao passo que seu Amaro Barros e Silva, pai de Fábio, trabalhava incansavelmente para suprir as necessidades da família, mesmo sem ter concluído o Ensino Fundamental, sua mãe, dona Maria Acidalia e Silva, dedicava o empenho de uma vida à criação dos filhos.


Ambos tinham na educação, o eixo central de seus esforços, no intuito de promover um futuro digno para os filhos.


Foi através deste compromisso com a educação por parte de seus pais, que Fábio estudou durante a adolescência no tradicional colégio Virgem Imaculada, sendo transferido nos anos finais do ensino secundarista para o colégio Objetivo, em Olinda/PE, até prestar o seu primeiro vestibular, em 1990.


Suas primeiras concepções no âmbito da política também começam a tomar forma durante a adolescência. A Ditadura Militar está em sua fase de declínio e a luta pela redemocratização do país o leva a atribuir para si como principal referência de luta o seu avô, um portuário e ativista de esquerda, vítima da opressão imposta a partir do golpe militar de 1964.


É a partir deste período que Fábio passa, gradualmente, a consolidar a formação política que o definiria anos mais tarde.


Hoje, Fábio tem 48 anos. É pai dedicado de três filhas, a Fabiana de 22 anos, a Maysa de 13 anos e a Tarsila de 8 anos.