Qualificação fortalece rendeiras do município de Pesqueira
Qua, 16 de Junho de 2021 14:27

 

O município de Pesqueira, no Agreste, sediou nesta quarta-feira (16), o encerramento do programa Mãos que Criam 2, articulada pela Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco. O evento teve início por volta das 11h e finalizou com a entrega de certificados a profissionais capacitados na arte de renda renascença. A qualificação resgatou e fortaleceu a tradição da técnica artesanal de origem europeia trazida a Pernambuco há quase 100 anos. Quem participou do curso, apoiado pela prefeitura municipal, também aprendeu como vender as próprias peças, sem intermediários, ou se preparou para vendê-las a preços que valorizam o delicado trabalho manual.

 

Pesqueira é referência no cenário estadual da renda renascença, porém as mulheres que realmente se dedicavam a tecer os fios nesta cidade vendiam o material a um custo tão baixo que praticamente não compensava o trabalho. A situação, agora, vai mudar.

As alunas e alunos de

 

Pesqueira recebeu cursos de técnicas para aperfeiçoamento na produção de renda, noções de modelagem com aplicação de rendas, identificação e melhoria de negócios, gestão financeira, ferramentas de redes e montagem do preço,  gestão e visão de negócios.

 

"Durante muitos anos, vi o fruto do meu trabalho ser desprezado como se fosse algo de segundo plano. Eu até tinha o sentimento de que a pessoa que comprava minhas peças estava fazendo um grande favor. Imagina só: agradecer a Deus porque outra pessoa que comprava o fruto da minha arte.

 

Depois de ser humilhada, eu ainda agradecia. Após esse curso, posso dizer que sou realmente outra pessoa. Alguém muito melhor, que produz teias, redes, cria laços para que o mundo seja melhor e mais bonito", afirmou a rendeira Maria de Socorro dos Santos Florêncio, 50 anos.

 

A solenidade se realizou na Secretaria de Educação municipal e contou com a presença do secretário estadual do Trabalho, Emprego e Qualificação, Alberes Lopes, do prefeito Sebastião Leite, do secretário de Governo, o Cacique Marquinhos, e de várias autoridades locais. Os recursos foram fruto de emenda do deputado federal Jarbas Vasconcelos (MDB).

 

A renda chegou em Pernambuco na década de 1930, na “Vila de Poção”, que ainda pertencia a Pesqueira.

 

A empresa Megaquality Brasil realizou a qualificação dos alunos inscritos no projeto. A programação da cerimônia final contou com a recepção dos presentes, orientações de protocolo de segurança para evitar o contágio pela Covid.

 

Segundo o secretário Alberes Lopes, as rendeiras agora entendem o próprio valor. "A gente sabe que, no passado, quem ganhava mais dinheiro era o intermediário, não as rendeiras. Eu sei a importância dos cursos de Qualificação na vida das pessoas. Conhecimento gera sonhos, gera conquista e gera renda".

 

O Cacique Marquinhos afirmou estar muito satisfeito vendo sonhos realizados. "Vocês tiveram um chamado para que a gente possa seguir em frente na nossa caminhada", declarou, referindo-se às participantes da capacitação. Ele ainda fez um balanço do que a gestão municipal está fazendo em parceria com a Secretaria do Trabalho do Estado para gerar renda no município.

Já o prefeito Sebastião Leite ressaltou: "eu tinha a sensação que a renda estava ficando esquecida. A renda para a mulher do sítio era um tipo de obrigação, mas este curso despertou o empreendedorismo e a renda renasceu com orgulho", frisou Sebastião.